17/09/2017

BIOMAS BRASILEIROS

RELAÇÕES ECOLÓGICAS

Pessoal! 
 Material para estudar Ecologia!
 Bom proveito!!!


12/09/2017

Sistema locomotor para o 8º ano

Pessoal!

Encontrei um material bem bacana sobre ossos que podem nos auxiliar nos estudos.
Vamos lá... clique sobre a figura e bom estudo!


 Ossos do corpo humano


Vamos praticar um pouco?

Olha que bacana ...


 Ossos

Gostou?
Quer praticar mais?
Então clique em...

O melhor da Anatomia

Sentidos e sistema nervoso

7º ano! Material para estudo sobre os sentidos dos animais, neste caso, seres humanos!




Vamos conferir estas animações...

Planeta Bio- Sistema nervoso

O cérebro

Células diferenciadas




02/08/2017

Estudando genetica

Iniciamos nossos estudos com Genética. Vamos então lembrar:

GENÉTICA= ramo da ciência, da biologia, que estuda a hereditariedade;  o que herdamos e transmitiremos através dos nossos genes entre gerações.

GENES= unidades fundamentais desta hereditariedade. Controlam não só a estrutura e as funções metabólicas das células, mas também todo o organismo. Quando localizados em células reprodutivas, eles passam sua informação para a próxima geração.Quimicamente, cada gene é constituído por uma seqüência de DNA que forma nucleotídeos,  compostos por bases nitrogenadas.

CROMOSSOMOS= Cromossomos  são filamentos espiralados de cromatina, existente no suco nuclear de todas as células,  composto por DNA e proteínas. 


CARIÓTIPO= O cariótipo  representa o conjunto diploide (2N) de cromossomos das células somáticas de um organismo; na espécie humana, as células somáticas possuem 46 cromossomos , ou seja: 
44+xx = 46 (feminino )
 44+xy= 46 (masculino)




O SITE planetabio.com TEM MAIS EXPLICAÇÕES SOBRE OS CONCEITOS DE GENÉTICA,  CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA QUE LEGAL:




Fontes: todabiologia.com; portalsaofrancisco.com.br; brasilescola.com







12/07/2017

Introdução à Ecologia


Nossos slides sobre a aula de Ecologia e seus conceitos:



Se preferir e quiser fazer download para estudar clique em:


INTRODUÇÃO À ECOLOGIA.pptx







11/07/2017

Ciclos Biogeoquímicos

Bio= seres vivos
Geo= atmosfera, hidrosfera e litosfera
Químico= transformação da matéria em energia.


Circulação da matéria através dos seres vivos. Envolve fatores bióticos e abióticos.
Conceito de Lavoisier:


"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma!"




Principais ciclos biogeoquímicos




Ciclo da Água










Ver animação - clique em Ciclo da água

Ver mais em Nasa- ciclo da água na Terra



Ou o vídeo com animações da NASA






O Aquífero guarani
http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/a_redescoberta_do_aquifero_guarani.html

Maio de 1996. 

Em um workshop em Curitiba, o geólogo uruguaio Danilo Anton propôs o nome Guarani a uma camada aqüífera que, imaginava-se, seria transfronteiriça entre os quatro países que então formavam o bloco econômico do Mercosul.
Este aqüífero chegou a ser considerado e divulgado na imprensa como o maior do mundo e seria constituído de um megarreservatório de água subterrânea doce e potável. Suas reservas estratégicas poderiam abastecer a população brasileira por cerca de 2.500 anos. 
De fato, diante desse cenário seria possível excluir de nossas preocupações uma futura crise da água, pois a Natureza nos teria presenteado com uma fonte de água subterrânea de boa qualidade e quase inesgotável. 
Mas esses dados, em grande proporção fantasiosos, têm sido revistos por pesquisas com rigor científico que, em vez de diminuir sua importância para o futuro do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, procuram avaliar de forma mais realista sua ocorrência. 
O sistema aqüífero Guarani abrange cerca de 1,2 milhão de km2, espalhando-se pelo Paraguai, Uruguai, Argentina e oito estados brasileiros. 

O Aqüífero no Rio Grande

Na porção gaúcha do Sistema Aqüífero Guarani é possível constatar que ele é intensamente influenciado por importantes e extensos sistemas de falhas geológicas. 
O estudo, sem ultrapassar as divisas do estado, reconhece que pelo menos três grandes sistemas, entre as inúmeras estruturas que afetam o Aqüífero Guarani, são fundamentais para a compreensão de seu funcionamento hidroestratigráfico, hidráulico e hidroquímico.





Onde Está a Água Potável?


No compartimento Oeste, as águas possuem pH neutro a ácido, com baixos teores de sais dissolvidos. Nos locais onde as camadas aqüíferas estão em maior profundidade, confinadas por rochas vulcânicas, as águas são bicarbonatadas  de boa qualidade e potáveis.

No compartimento Central-Missões- As águas das camadas mais arenosas podem ser bicarbonatadas alcalinas mesmo a pequena distância das áreas de recarga. A evolução geoquímica (acúmulo de sais no subsolo) é rápida e os teores de cloretos e salinidade total logo ultrapassam os limites de potabilidade. O aparecimento de teores excessivos de fluoretos também é um dos maiores problemas com relação à qualidade dessas águas. 

No compartimento Leste, geralmente os poços possuem pouca profundidade e estão em áreas de afloramento ou próximo dessas. A região caracteriza-se pela presença de águas de qualidade boa a excelente, com pH ácido a levemente alcalino, e salinidades dentro dos padrões de potabilidade.

No compartimento Norte-Alto Uruguai, o Sistema Aqüífero Guarani encontra-se totalmente coberto pelas rochas vulcânicas da unidade hidroestratigráfica Serra Geral. Devido ao posicionamento estrutural do aqüífero, os poços são de grande profundidade (350 a 1.200 metros). 

Como conseqüência, suas águas possuem idades muito antigas e não são potáveis em grande parte da área. Além do aumento de salinidade. Entretanto, é importante destacar que é nesse compartimento que ocorrem as mais importantes manifestações de termalismo, com águas quentes sendo originadas nas grandes profundidades das camadas aqüíferas. Essa característica confere ao Sistema Aqüífero Guarani enorme importância econômica, pois suas águas possuem altas temperaturas, compatíveis para o uso em estâncias turísticas termais e em outras atividades industriais.


________________________________________________________________



Para refletir...


PLANETA ÁGUA








________________________________________________________________________________________________________________________________


Ciclo do Oxigênio








Ciclo do Carbono







Animações da NASA




E se o oxigênio sumisse????



E se existisse oxigênio no espaço????




Ciclo do Nitrogênio


Ver animação clique em Ciclo do Nitrogênio







Ciclo do Fósforo


Ciclo do Enxofre



26/04/2017

Cardápios alimentares- 4ª etapa

4ª etapa: Conhecendo os nutrientes contidos nos alimentos do cardápio

Nesta etapa vamos descrever os nutrientes que estão nos alimentos: carboidratos, proteínas, gorduras (lipídios), vitaminas e sais minerais.
Para facilitar nossa consulta clique em:




nutrientes por alimento








25/04/2017

CARDÁPIOS ALIMENTARES - 1ª ETAPA

Pessoal! 

Já anotamos por dia, as principais refeições e os alimentos e porções ingeridos em cada uma delas. A partir de agora começa o trabalho de análise do que ingerimos. Então, vamos organizar em etapas nosso trabalho!

1ª etapa: Pesquisa das calorias e nutrientes   presentes  nos alimentos consumidos em nosso cardápio.

Consulte o site abaixo para calcular as calorias de seus alimentos. Aproveite a mesma página pesquisada e complemente os demais itens do trabalho: carboidratos, lipídios, proteínas (faça um X na coluna de sua tabela quando houver presença do nutriente,  apenas para valores acima de 1,0).


23/04/2017

CARDÁPIOS ALIMENTARES - 2ª ETAPA

2ª etapa:  Calcular a quantidade de energia necessária para sua idade X altura X peso:

MODELO:
Juvenil e Adolescentes: Meninos e Meninas =
idade 9 a 18 anos

1.Escolha o sexo:
2.Digite a Idade:
3.Digite o Peso: (em kg) Ex: 45
4.Digite o Altura: (em Mt) Ex: 130
5.Escolha o nível de Atividade Física:
Somente números, sem "," ou "."


Para calcular clique em:  Calculadora de calorias - Energia



Ao clicar em  calcular você terá informações sobre seu IMC (índice de massa corporal) e o requerimento estimado de energia.

Vamos salientar:

Nosso objetivo realizando este trabalho é perceber o que ingerimos, quanto ingerimos e  o quanto estamos gastando. Não vamos nos preocupar nesta fase com dietas para perder ou ganhar peso, ok?Não é minha função como Profe de Ciências!

Queremos observar a questão alimentar! Nossa próxima fase então é descobrir quais os nutrientes contidos nos alimentos do seu cardápio. 



Vejam Meninos-

Recomendações para Homens, com idade de 9 até 30 anos.

http://www.weblaranja.com/nutricao/recomendacao-nutricao-home9a30.php

Vejam Meninas- 

Recomendações para Mulheres, com idade de 9 até 30 anos.



CARDÁPIOS ALIMENTARES - 3ª ETAPA

3ª etapa

Vamos calcular agora a quantidade de energia consumida através da realização de atividades físicas. 
Calcular a quantidade de calorias gastas.  E verificar quanto sobra no final do dia.


Utilize os links abaixo para realizar o cálculo.




ou utilize este link:








08/04/2017

Repostando TECIDOS ANIMAIS

O termo histologia (do grego hystos = tecido + logos = estudo) refere-se ao estudo dos tecidos biológicos de animais e plantas, sua formação, estrutura e função. 
As células agrupadas com as mesmas características formam um tecido. 
Existem quatro tipos de tecidos animais – epitelial, conjuntivo, nervoso e muscular – e cada um desses tipos principais apresenta variações. 
Um órgão geralmente é composto por vários tipos de tecidos.

Vamos conhecer um pouco melhor sobre este assunto!





          Quer aprender mais?


Este material com animações vai enriquecer mais ainda seus estudos! Clique na figura para assistir a esta animação!


 Tecidos- animação

Dúvidas???


Então... ainda tem dúvidas?
Vamos ver mais informações neste material do www.planetabio.com...show!!! Clique na figura...

 Histologia


E peregrinando... encontrei este site bem legal, com muitas informações importantes. Vale a pena conferir... clicando sobre a figura...




 Mais tecidos...


Bom estudo!!!

Profe Graciela

04/04/2017

Doenças causadas por Bactérias


As bactérias podem ser benéficas quando ajudam seres vivos e o meio ambiente. Mas uma grande parte delas são patogênicas, ou seja, causadoras de doenças. Por se tratarem de seres vivos, com capacidade de bipartição ou conjugação, como forma de reprodução, a maneira mais eficaz de combater as bactérias é com uso de antibióticos. Vamos conhecer algumas de interesse:

LEPTOSPIROSE

É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina de ratos e outros animais.

SINTOMAS

Os principais são: febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas (batata-da-perna), podendo também ocorrer vômitos, diarreia e tosse. Nas formas mais graves geralmente aparece icterícia (coloração amarelada da pele e dos olhos) e há a necessidade de cuidados especiais em caráter de internação hospitalar. 



TRANSMISSÃO

Transmitida ao homem principalmente nas enchentes. Bovinos, suínos e cães também podem adoecer e transmitir a leptospirose ao homem.
Em situações de enchentes e inundações, a urina dos ratos, presente em esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama das enchentes. Qualquer pessoa que tiver contato com a água das chuvas ou lama contaminadas poderá se infectar. As leptospiras presentes na água penetram no corpo humano pela pele, principalmente se houver algum arranhão ou ferimento.


TRATAMENTO

O tratamento é baseado no uso de medicamentos e outras medidas de suporte, orientado sempre por um médico, de acordo com os sintomas apresentados. 


PREVENÇÃO

Para o controle da leptospirose, são necessárias medidas ligadas ao meio ambiente, tais como obras de saneamento básico (abastecimento de água, lixo e esgoto), melhorias nas habitações humanas e o combate aos ratos.


Resultado de imagem para leptospirose sintomas na pele 


SÍFILIS

É uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum

SINTOMAS

A sífilis desenvolve-se em diferentes estágios, e os sintomas variam conforme a doença evolui. Os sintomas, portanto, podem seguir ou não uma ordem determinada. Geralmente, a doença evolui pelos seguintes estágios: primário, secundário, latente e terciário.


Sífilis primária

A sífilis primária é o primeiro estágio. Cerca de duas a três semanas após o contágio, formam-se feridas indolores (cancros) no local da infecção.As feridas desaparecem em cerca de quatro a seis semanas depois, mesmo sem tratamento. 

Sífilis secundária

A sífilis secundária acontece cerca de duas a oito semanas após as primeiras feridas se formarem. Aqui, o paciente pode apresentar dores muscularesfebredor de garganta e dificuldade para deglutir. Esses sintomas geralmente somem sem tratamento e, mais uma vez, a bactéria fica inativa no organismo. Além desses sintomas, a sífilis secundária pode se manifestar por uma vermelhidão na pele (exantema), pela presenças de íngua (gânglios) nas axilas, na região inguinal, entre outras e pelo aumento do fígado e do baço.

Sífilis latente

Esse é o período correspondente ao estágio inativo da sífilis, em que não há sintomas. Esse estágio pode perdurar por anos sem que a pessoa sinta nada. A doença pode nunca mais se manifestar no organismo, mas pode ser que ela se desenvolva para o próximo estágio, o terciário – e mais grave de todos.

Sífilis congênita

A sífilis pode, ainda, ser congênita. Nela, a mãe infectada transmite a doença para o bebê, seja durante a gravidez, por meio da placenta, seja na hora do parto. Alguns bebês podem apresentar rachaduras nas palmas das mãos e nas solas dos pés. Mais tarde, a criança pode desenvolver sintomas mais graves, como surdez e deformidades nos dentes.


TRANSMISSÃO

A sífilis pode ser transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada, ou da mãe infectada para a criança durante a gestação ou o parto.

TRATAMENTO

O tratamento de escolha é  antibióticos, mas recomenda-se procurar um profissional de saúde para diagnóstico correto e tratamento adequado, dependendo de cada estágio.

PREVENÇÃO

Uso de preservativo.

  


MENINGITE

A meningite é uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro.

 Existem diversos tipos de meningite, e para cada um deles há causa e sintomas específicos.

Meningite bacteriana é a mais grave de todas. Ela ocorre geralmente quando a bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Pode acontecer, também, de a doença ser desencadeada após uma infecção no ouvido, fratura ou, mais raramente, após alguma cirurgia. Existe mais de uma bactéria capaz de transmitir a doença.

SINTOMAS

Os sintomas mais comuns da meningite são:
  • Febre alta repentina
  • Forte dor de cabeça
  • Pescoço rígido
  • Vômitos
  • Náuseas
  • Confusão mental e dificuldade de concentração
  • Convulsões
  • sonolência
  • Fotossensibilidade
  • Falta de apetite
  • Rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.
TRANSMISSÃO/ PREVENÇÃO 

Meningite é geralmente resultado de contágio entre duas pessoas. Vírus e bactérias causadores da doença podem ser transmitidos via tosse, espirro, beijo ou compartilhamento de itens pessoais. Por isso, é importante evitar ficar muito próximo a pessoas portadoras de meningite.


TRATAMENTO

Nos casos de meningite bacteriana, o tratamento deve ser imediato por meio de antibióticos  e medicamentos de cortisona, para reduzir o risco de futuras complicações. O antibiótico que o médico receitará depende do tipo de meningite que o paciente tem, ou seja, da bactéria causadora da doença.



COQUELUCHE

É causada pela bactéria Bordetella pertussis.

SINTOMAS

A coqueluche ou pertussis é uma doença infecciosa aguda e transmissível, que compromete o aparelho respiratório .
 A doença evolui em três fases sucessivas. A fase catarral inicia-se com manifestações respiratórias e sintomas leves, que podem ser confundidos com uma gripe: febre, coriza, mal-estar e tosse seca. Em seguida, há acessos de tosse seca contínua. Na fase aguda, os acessos de tosse são finalizados por inspiração forçada e prolongada, vômitos que provocam dificuldade de beber, comer e respirar. Na convalescença, os acessos de tosse desaparecem e dão lugar à tosse comum.

TRANSMISSÃO

Acontece principalmente pelo contato direto da pessoa doente com uma pessoa suscetível, não vacinada, através de gotículas de saliva expelidas por tosse, espirro ou ao falar. ou contato com objetos contaminados com secreções do doente. A coqueluche é especialmente transmissível na fase catarral e em locais com aglomeração de pessoas.

TRATAMENTO

Paciente com coqueluche deve permanecer em isolamento respiratório enquanto durar o período de transmissão da doença; Analgésicos e anti-inflamatórios ajudam a aliviar os sintomas.

PREVENÇÃO
Apenas os indivíduos que já tenham adquirido a doença ou recebido a vacina DPT (mínimo de três doses) não correm o risco de adquiri-la.  


BOTULISMO ALIMENTAR

SINTOMAS

  • Dificuldade para engolir ou falar
  • Boca seca
  • Visão turva ou dupla
  • Pálpebras caídas
  • Dificuldade para respirar
  • Náuseas, vômitos e cólicas abdominais
  • Paralisia

TRANSMISSÃO

Ingerir alimentos mal conservados ou enlatados vencidos é o principal fator de risco para contrair a doença. Beber água contaminada com a bactéria do botulismo também pode levar à doença. 

TRATAMENTO

O principal objetivo do tratamento de botulismo é controlar os sintomas e evitar eventuais complicações. A hospitalização é exigida em quase todos os casos, pois botulismo pode levar a problemas respiratórios e eles costumam ser fatais. 


PREVENÇÃO

  • Quando falamos de alimentos enlatados, em vidros ou embalados a vácuo, estamos falando de ambientes perfeitos para a proliferação da Clostridium botulinum. Não consuma nenhum desses alimentos se você notar qualquer irregularidade na embalagem, como lata enferrujada, por exemplo
  • O preparo de conservas caseiras deve obedecer rigorosamente aos cuidados de higiene
  • Ferva os alimentos enlatados ou as conservas antes de consumi-los. Altas temperaturas podem eliminar as toxinas do botulismo
  • O mel é um dos alimentos mais perigosos se for mal conservado. Nunca dê mel para uma criança com menos de um ano de idade.
Resultado de imagem para botulismo


DIFTERIA


SINTOMAS

Os sintomas de difteria geralmente começam 1-6 dias após a pessoa se infectar. Os sinais incluem:
  • Membrana grossa e acinzentada cobrindo a garganta e amígdalas
  • Dor de garganta e rouquidão
  • Glânglios inchadas (linfonodos aumentados) em seu pescoço
  • Dificuldade em respirar ou respiração rápida
  • Corrimento nasal
  • Febre e calafrios
  • Mal-estar.

TRANSMISSÃO

Contato direto com doente e suas secreções: tosse, espirro, saliva.


TRATAMENTO

  • Antitoxina, injetado em uma veia ou no músculo. O medicamento neutraliza a toxina da difteria que já circula no corpo
  • Antibióticos, como a penicilina ou eritromicina.
A equipe médica também podem remover algumas das membranas que se formam na garganta, caso elas estejam obstruindo a respiração.

PREVENÇÃO
vacina tríplice bacteriana clássica (difteria, tétano e pertussis acelular), está indicada para crianças com até sete anos de idade. Após essa data é utilizada a vacina de dTpa (tríplice bacteriana acelular do tipo adulto).
Resultado de imagem para DIFTERIA

08/03/2017

Repostando...células

Pessoal!

Separei um material que servirá de base para os estudos complementares, em casa, referente a CÉLULAS.
Posteriormente postarei material para estudo de tecidos!

Bom proveito e bons estudos!

Profe Graciela.




CÉLULAS EM 3D


 


UM PASSEIO POR DENTRO DE SUAS CÉLULAS- 


 


CÉLULAS VIVAS


 



 Clique aqui para ver COMO SÃO AS CÉLULAS




Clique aqui para ver ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS



=======================================================================

 A MEMBRANA PLASMÁTICA


É lipoproteica, isto quer dizer que apresenta duas camadas de lipídios intercaladas por moléculas de proteínas.
A membrana plasmática delimita o espaço entre as células, protege e permite a entrada e saída de substâncias (permeabilidade seletiva).

A entrada de substâncias na célula é chamada ENDOCITOSE e a saída é chamada de  EXOCITOSE (  Clique aqui para ver! )


Fonte da imagem : http://www.professorjarbasbio.com.br/membrana1.jpg


Tipos de processos realizados pela membrana:


Transporte passivo:

Sem gasto de energia, as substâncias  passam por entre as paredes da membrana, porém em espaços diferenciados conforme seu tamanho. Veja:

OSMOSE: 
Passagem de água por entre a membrana. Esta passagem acontece do meio menos concentrado (em menor quantidade de água) para o mais concentrado (mais quantidade de solutos) afim de equilibrar os meios dentro e fora da célula. CLIQUE E VEJA!


ESSA EXPLICAÇÃO SOBRE OSMOSE É SHOW!!!



DIFUSÃO SIMPLES
A passagem de solutos, do meio mais concentrado (em maior quantidade)para o menos concentrado (em menor quantidade),  acontece por entre a camada de lipídios da membrana, as substâncias são pequenas e não exigem esforço da célula. Exemplo oxigênio e Gás carbônico.




DIFUSÃO FACILITADA
A passagem de solutos, do meio mais concentrado (em maior quantidade)para o menos concentrado (em menor quantidade),  acontece COM O AUXÍLIO DE UMA PROTEÍNA, as substâncias são um pouco maiores e não passam simplesmente por entre a camada de lipídios. estas podem ser:

DIFUSÃO FACILITADA POR PROTEÍNA DE CANAL
O auxílio para este transporte são as proteínas de canal. Ex. Proteínas.



DIFUSÃO FACILITADA POR PROTEÍNA CARREADORA
O auxílio para este transporte são as proteínas CARREADORAS (COM ENCAIXE ESPECÍFICO). Ex.glicose 





Vamos ver alguns vídeos interessantes que explicam estes processos com animações:

Clique aqui para ver membrana 







Transporte ativo:
Feito com gasto de energia, a membrana se projeta e engloba a substância.
Se a mesma for SÓLIDA o processo é chamado FAGOCITOSE.
Se for LÍQUIDA, o processo é chamado PINOCITOSE.

VEJA: CLIQUE AQUI!



========================================================================



NÚCLEO


Porção  que controla as funções químicas executadas pela célula e armazena o material genético.
Em células vegetais o núcleo  normalmente se encontra na periferia da célula quando o vacúolo estiver cheio; na célula animal é encontrado na porção central.
As células podem ser mononucleadas= 1 núcleo - Ex. célula epitelial
                               polinucleadas= vários núcleos- Ex. neutrófilo
                               anuncleada= sem núcleo. Ex. hemácias


Estrutura do núcleo

Carioteca- membrana que o protege. Encontrada nos eucariontes.
Nucleoplasma- cariolinfa, onde fica a cromatina.
Nucléolo- feito por DNA, proteína e RNAr. Se cora com mais facilidade.
Cromatina- onde ficam os cromossomos. Na espécie humana são 46 cromossomos, sendo 44 autossomos e 2 sexuais.

Imagem ensinodematemtica.blogspot.com

Tipos de cromossomos

Imagem www.grupoescolar.com.br

Os cromossomos abrigam os genes.
O local do DNA no cromossomo se chama Loco gênico.
Cromossomos encontrados aos pares são os homólogos.


Divisão celular auxiliada pelo centríolo:

MITOSE
Ocorre com as células somáticas (2n), todas menos os gametas.
Formam-se duas células filhas com mesmo número de cromossomos.
Veja a animação clicando na figura:




MEIOSE

 Ocorre com as células gaméticas (n),  os gametas, masculino (espermatozoide) e feminino (óvulo).
Formam-se quatro células filhas com metade do  número de cromossomos.

Veja a animação clicando na figura:



Querendo aprender mais????
Assista o Vídeo sobre a Divisão celular: